terça-feira, 29 de janeiro de 2013

REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA












ATENÇÃO !! AS QUESTÕES DE MARCAR DEVEM SER JUSTIFICADAS,CASO CONTRÁRIO AS RESPOSTAS NÃO SERÃO ACEITAS.

1- Num panfleto publicado em 1789, um dos líderes da Revolução Francesa afirmava: "Devemos formular três perguntas: - O que é Terceiro Estado? Tudo. - O que tem ele sido em nosso sistema político? Nada. - O que pede ele? Ser alguma coisa." (citado por Leo Huberman, HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM, 1979) Explique as perguntas e respostas contidas nesse panfleto francês.
2- Do ponto de vista social, pode-se afirmar, sobre a Revolução Francesa, que:
a) teve resultados efêmeros, pois foi iniciada, dirigida e apropriada por uma só classe social, a burguesia, única beneficiária da nova ordem.
b) fracassou, pois, apesar do terror e da violência, não conseguiu impedir o retorno das forças sócio-políticas do Antigo Regime.
c) nela coexistiram três revoluções sociais distintas: uma revolução burguesa, uma camponesa e uma popular urbana, a dos chamados "sans-culottes".
d) foi um fracasso, apesar do sucesso político, pois, ao garantir as pequenas propriedades aos camponeses, atrasou, em mais de um século, o progresso econômico da França.
e) abortou, pois a nobreza, sendo uma classe coesa, tanto do ponto de vista da riqueza, quanto do ponto de vista político, impediu que a burguesia a concluísse.

3- O motivo pelo qual o conjunto de mudanças políticas que resultou na implantação do regime republicano na França, no século XVIII, pode, genericamente, ser classificado como uma revolução burguesa, é o fato de que nesse processo:
a) a estrutura social francesa viu-se reduzida a uma polarização entre o bloco de apoio ao antigo regime - no qual se encontravam a aristocracia, os camponeses e os trabalhadores urbanos - de um lado, e o bloco de apoio à república operário-burguesa, de outro.
b) a burguesia conseguiu a adesão ideológica da aristocracia, especialmente no que respeita à "abertura das carreiras públicas aos talentos individuais", o que possibilitou a ascensão de seus representantes ao poder do Estado.
c) o comando da burguesia desde o início se revelou como irrefutável, uma vez que ela colocou a serviço de seus objetivos revolucionários os mais variados setores da população, - liderando assim uma restauração do Antigo Regime.
d) as vanguardas operário-camponesas colocaram-se ao lado da burguesia, pois tinham claro que suas reivindicações somente alcançariam um patamar de conseqüência numa sociedade em que as relações burguesas de produção já estivessem desenvolvidas.
e) os resultados políticos das sucessivas convulsões sociais geradas nos quadros da crise do estado monárquico francês foram, ao final, capitalizados pela burguesia, que pôde assim dar início à viabilização de seus interesses políticos e econômicos.

4- Durante a Revolução Francesa, na fase da Convenção Nacional, destacou-se, como líder revolucionário, Robespierre. Este assumiu a defesa do ideal democrático e se manifestou nestes termos: "Nos Estados aristocráticos a palavra pátria tem sentido unicamente para as famílias aristocráticas, isto é, para os que se apoderaram da soberania. Somente na democracia o Estado é realmente a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores, preocupados pela sua causa, tão grande quanto o número de seus cidadãos." Apoiando-se no texto e aplicando seus conhecimentos:
a) Dê o nome do agrupamento político que Robespierre liderou nos momentos decisivos da Revolução.
b) Copie o trecho do documento anterior que melhor corresponde à teoria da vontade geral e indique o nome do filósofo mentor desta teoria.

5- A atuação de puritanos, jacobinos e bolcheviques marcou três importantes revoluções.
a) Onde e quando ocorreram essas revoluções?
b) Identifique uma característica de cada um desses grupos revolucionários.

6- O que era o Terceiro Estado e quais as suas reivindicações durante a Revolução Francesa?

7- Sobre a "Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão", de 1789, o historiador inglês Eric Hobsbawm escreveu: "Este documento é um manifesto contra a sociedade hierárquica de privilégios nobres, mas não um manifesto a favor de uma sociedade democrática e igualitária." (Eric Hobsbawm, A ERA DAS REVOULUÇÕES) Utilizando-se de seus conhecimentos sobre a Revolução Francesa, explique a afirmação do autor.

8- Na Revolução Francesa, foi uma das principais reivindicações do Terceiro Estado:
a) a manutenção da divisão da sociedade em classes rigidamente definidas.
b) a concessão de poderes políticos para a nobreza, preservando a riqueza dessa classe social.
c) a abolição dos privilégios da nobreza e instauração da igualdade civil.
d) a união de poderes entre Igreja e Estado, com fortalecimento do clero.
e) o impedimento do acesso dos burgueses às funções políticas do Estado.

9- "Mesmo se o alvo perseguido não tivesse sido alcançado, mesmo se a constituição por fim fracassasse, ou se voltasse progressivamente ao Antigo Regime, ... tal acontecimento é por demais imenso, por demais identificado aos interesses da humanidade, tem demasiada influência sobre todas as partes do mundo para que os povos, em outras circunstâncias, dele não se lembrem e não sejam levados a recomeçar a experiência." (Kant, O CONFLITO DAS FACULDADES, 1798). O texto trata:
a) do iluminismo e do avanço irreversível do conhecimento filosófico; revelando-se falso nos seus prognósticos sobre o futuro político- constitucional.
b) do retorno do Antigo Regime, na Europa, depois do fracasso da Revolução francesa, revelando-se incapaz de vislumbrar o futuro da história.
c) da Revolução Francesa, dos seus desdobramentos políticos e constitucionais, revelando a clarividência do autor sobre sua importância e seu futuro.
d) da Revolução inglesa, do impacto que causou no mundo, com seus princípios liberais e constitucionais, revelando-se profético sobre seu futuro.
e) do despotismo ilustrado, dos seus princípios filosóficos e constitucionais e de seu impacto na política europeia, revelando caráter premonitório.

10- A "Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão", da Revolução Francesa, traz o seguinte princípio: "Os homens nascem e se conservam livres e iguais em direitos. As distinções sociais só podem ter por fundamento o proveito comum". Tal princípio é decorrente:
a) da incorporação das reivindicações da classe média por maior participação na vida política.
b) do reconhecimento da necessidade de assegurar os direitos dos vencidos, sem distinção de classes.
c) da incorporação dos camponeses à comunidade dos cidadãos com direitos sociais e políticos reconhecidos na lei.
d) da crença popular na perspectiva liberal burguesa de que a Revolução fora feita por todos e em benefício de todos.
e) da determinação burguesa de levar avante um processo revolucionário de distribuição da propriedade privada.



11- No contexto da Revolução Francesa, a organização do Governo Revolucionário significou uma forte centralização do poder: o Comitê de Salvação Pública, eleito pela Convenção, passou a ser o efetivo órgão do Governo... . Havia ainda o Comitê de Segurança Geral, que dirigia a polícia e a justiça, sendo que estava subordinado ao Tribunal Revolucionário que tinha competência para punir, até a morte todos os suspeitos de oposição ao regime. O conjunto de medidas de exceção adotadas pelo Governo revolucionário deram margem a que essa fase da Revolução viesse a ser conhecida como:
a) os Massacres de Setembro.
b) o Período do Terror.
c) o Grande Medo.
d) O Período do Termidor.
e) o Golpe do 18 de Brumário.



12-A Revolução Francesa representou um marco da história ocidental pelo caráter de ruptura em relação ao Antigo Regime. Dentre as características da crise do Antigo Regime, na França, está:
a) a crescente mobilização do Terceiro Estado, liderado pela burguesia contra os privilégios do clero e da nobreza.
b) o desequilíbrio econômico da França, decorrente da Revolução Industrial.
c) a retomada da expansão comercial francesa, liderada por Colbert.
d) o apoio da monarquia às sucessivas rebeliões camponesas contrárias à nobreza.
e) o fortalecimento da monarquia dos Bourbons, após a participação vitoriosa na guerra de independência dos E.U.A.


9 comentários:

  1. eduardo 8ºano ifjps29 de maio de 2013 13:05

    1-As perguntas e respostas contidas nesse panfleto francês mostra o que seria a vanguarda do movimento revolucionário. O Terceiro Estado não tinha direitos, sustentava a nobreza e o clero (pagando altíssimos impostos) e com a Revolução Francesa procuravam revolucionar e ir em busca de seus direitos.
    2-(C)
    3-(E)
    4-a) Jacobinos.
    b)"... a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores ..."; O filósofo mentor desta teoria foi Rousseau.
    5-a) Inglaterra (XVII), França (XVIII) e Rússia (XX).
    b)Puritanos- concepção da fé humana; jacobinos- defensores de opiniões revolucionárias extremistas; bolcheviques- defendiam uma mudança radical de política para seu povo.
    6-Terceiro Estado indicavam ás pessoas que não pertenciam ao clero nem á nobreza (camponeses, artesões,...), e eles reinvidavam pois pagavam altas taxas de impostos e sustentavam o Primeiro e o Segundo Estado.
    7-Pois propunham uma igualdade jurídica e a propriedade privada, iriam substituir o "poder divino" pelo "poder econômico".
    8-(C)
    9-(C)
    10-(D)
    11-(B)
    12-(A)

    ResponderExcluir
  2. Natália Sousa 8º ano I.F.J.P.S29 de maio de 2013 18:20

    1-As pergundas e respostas mostram o que seria a frente do movimento revolucionário.As pessoas que não faziam parte do clero,nem da nobreza não tinham direitos e sustentavam o clero e a nobreza e com a revolução francesa correram atrás de seus direitos.
    2-item (C)
    3-item (E)
    4-a)Jacobinos
    b))"... a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores ..."; O filósofo autor dessa teoria foi Rousseau.
    5-a)Inglaterra no século XVII,França no século XVIII,Rússia século XX.
    6- indicava as pessoas que não faziam parte do clero (Primeiro Estado) nem da nobreza (Segundo Estado), ou seja, eram os burgueses: camponeses, artesãos, comerciantes e profissionais liberais; moradores dos burgos. É esse Terceiro Estado que se rebelará contra a opressão e o fato de pagarem altos impostos, assim sustentando o Primeiro e o Segundo Estados, que tinham o privilégio da isenção de impostos.
    7-Pois propunham uma igualdade jurídica e a propriedade privada, iriam substituir o "poder divino" pelo "poder econômico".
    8-item (c)
    9-item (c)
    10-item (D)
    11-item (B)
    12item (A)

    ResponderExcluir
  3. Vinícius de souza lima 8º ano nº:23 I.F.J.P.S30 de maio de 2013 14:38

    1)Essas perguntas e respostas presentes nesse panfleto francês demonstram aquela que seria a linha de frente do movimento revolucionário francês, pois na época o Terceiro estado francês não possuía quaisquer direitos e ainda sustentavam os luxos da nobreza e do clero através dos impostos que pagavam(sendo que o clero e a nobreza eram completamente isentos do pagamento de impostos) e acabaram indo em busca dos seus direitos com a revolução francesa.
    2) c) nela coexistiram três revoluções sociais distintas: uma revolução burguesa, uma camponesa e uma popular urbana, a dos chamados "sans-culottes".R:Com a presença das ideias iluministas na revolução francesa, a "revolução burguesa" ocorreu a partir da liberdade comercial dada a burguesia, a "revolução camponesa" ocorreu a partir da retirada de privilégios da nobreza e do clero que acabavam por serem sustentados por eles através dos impostos e a "revolução popular urbana" através do aprofundamento das reformas políticas e a tomada de ações de natureza popular.
    3-e) os resultados políticos das sucessivas convulsões sociais geradas nos quadros da crise do estado monárquico francês foram, ao final, capitalizados pela burguesia, que pôde assim dar início à viabilização de seus interesses políticos e econômicos.R:As revoltas da população que formava o Terceiro estado abalavam as estruturas do Antigo Regime adotado na França, sendo que a burguesia os apoiou devido aos benefícios políticos e econômicos que poderia conseguir com a queda do Antigo Regime francês e o início de uma revolução.
    4)a)Eram os jacobinos.
    b)"...a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores ...".
    5-a)Inglaterra (no século XVII),França(no século XVIII)e Rússia (no século XX).
    b)Puritanos: eles possuíam uma concepção da fé humana;jacobinos:eram defensores de algumas ideias revolucionárias extremistas;bolcheviques:eles defendiam a mudança radical da política para seu povo.
    6-Era a forma como eram chamadas as pessoas que não pertenciam nem ao clero, nem a nobreza, e reivindicaram contra as altas taxas de impostos pagas por eles que sustentavam o Primeiro e Segundo estado.

    ResponderExcluir
  4. Vinícius de souza lima 8º ano nº:23 I.F.J.P.S30 de maio de 2013 14:39

    7-Porque era proposto uma igualdade jurídica e a propriedade privada, sendo assim,iriam apenas substituir o "poder divino" pelo chamado "poder econômico".
    8-c) a abolição dos privilégios da nobreza e instauração da igualdade civil.R:Pois os privilégios da nobreza e do clero eram sustentados pelos impostos pagos pelo terceiro estado e não havia uma grande igualdade civil, que seria a igualdade de todos perante a lei.
    9-c) da Revolução Francesa, dos seus desdobramentos políticos e constitucionais, revelando a clarividência do autor sobre sua importância e seu futuro.R:Pois sendo antes a França o maior exemplo de governo absolutista, sua constituição neste momento abandonava esse estilo político, sendo que esta mesma revolução viria a influenciar fortemente o resto do mundo.
    10-d) da crença popular na perspectiva liberal burguesa de que a Revolução fora feita por todos e em benefício de todos.R:A população que fazia parte do terceiro estado acreditava, com base na perspectiva liberal burguesa, que com a revolução poderia ser feita e cumprida a tão desejada ideia de igualdade civil, que seria exatamente a igualdade de direitos.
    11-b)O período do terror.R:Período do terror é a forma como fica conhecido o período (1793-1794) no qual os jacobinos se organizam para defender a Revolução. Sob o comando de Robespierre a Constituição é suspensa e são criados o Comitê de Salvação Pública e o Tribunal Revolucionário, encarregado de prender e julgar os traidores da Revolução.
    12-a) a crescente mobilização do Terceiro Estado, liderado pela burguesia contra os privilégios do clero e da nobreza.R:O terceiro estado(forma como eram chamadas as pessoas que não pertenciam nem ao clero, nem a nobreza), sob o apoio da sociedade burguesa, lutavam contra os privilégios dados ao clero e a nobreza, que por sinal eram sustentados
    pelos impostos pagos pelo terceiro estado, tendo uma grande participação do mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Julia Porto - 8 ano - IFJPS30 de maio de 2013 17:26

    1- As perguntas que sao feitas no panfleto foram as ùnicas que nao foram respondidas ,porque com essas perguntas os camponeses e a burguesia queria ir contra o 1 e 2 estado que era sustentando pela burguesia e pelos camponeses, quais nao tinham nenhum direito perante a lei.
    2-(c)Com base na presença do Iluminismo, a revoluçao burguesa ocorreu quando foi dada a liberdade comercial aos burgueses,a revoluçao camponesa ocorreu quando o clero e a nobreza ficaram sem seus beneficios e previlegios que acabavam sendo sustentados pelos camponeses atraves dos altos impostos e de cansativos trabalhos , a revoluçao popular urbana iniciou-se pelo simples motivo do aprofundamento de grandes reformas politicas.
    3-A revolta da populaçao do terceiro estado acabaram com o antigo regime que foi adotado pela França, sendo que a burguesia foi o 1 a apoiar pelos beneficios politicos e economicos , que poderiam conseguir a queda do regime e inicio da revoluçao .
    4-a)Jacobinos
    b) a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores - Rousseau.
    5- Inglaterra seculo XVII, França XVIII , Russia XX
    6-Eram as pessoas que nao perteciam nem ao clero e nem a nobreza mais sustentavam todas elas . Reivindicaram seus direitos pois pagavam altos impostos e sustentavam o 1 e 2 estado e nao tinham nenhum direito perante a lei .

    ResponderExcluir
  6. Julia Porto- 8 anos - IFJPS30 de maio de 2013 17:56

    Cont.
    7- pois era oposto uma igualdade juridica e propriedade privada, e entao , eles iriam mudar o poder divino , pelo chamado poder economico.
    8-(c), pois o 3 estado sustentava o clero e a nobreza e nao tinha nenhum direito perante a igualdade civil, igualdade que todos eram julgados perante a lei .
    9-(c) A França maior seguidora do governo absolutista , sua constituiçao viria a abandonar esse governo que viria a revolucionar e influenciar fortemente o resto do mundo.
    10-(d)A grande populaçao que fazia parte do 3 estado acreditava que com a revoluçao poderia ser feita a tao sonhada igualdade civil, que seria a igualdade de direitos.
    11- (b) com esse periodo os Jacobinos liderado pelo Robespierre a constituiçao foi banida e entrou o o Comitê de Salvação Pública e o Tribunal Revolucionário, que prendia e julgava aqueles que eram contra a revoluçao.
    12- a)o 3 estado e , sob o grande apoio da sociedade burguesa, lutava contra os grandes previlegios dados ao 2 e 1 estado, que eram sustentados pelos impostos pagos pelos burgueses e camponeses.
    Isabel a 3 questao e a letra E)

    ResponderExcluir
  7. Ana Beatriz Teles Oliveira. 8º ano.I.F.J.P.S31 de maio de 2013 13:26

    1-As perguntas e respostas apresentadas nesse panfleto francês mostra o que seria a vanguarda do movimento revolucionário. O Terceiro Estado não tinha direitos, sustentava a nobreza e o clero pagando altíssimos impostos e com a Revolução Francesa procuravam revolucinar e ir em busca de seus direitos.
    2-(C)
    3-(E)
    4-a) Jacobinos.
    b)"... a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores ..."; O filósofo mentor desta teoria foi Rousseau.
    5-a) Inglaterra (XVII), França (XVIII) e Rússia (XX).
    b)Puritanos- concepção da fé humana; jacobinos- defensores de opiniões revolucionárias extremistas; bolcheviques- defendiam uma mudança radical de política para seu povo.
    6-O terceiro estado era o povo, eles queriam que o absolutismo acabasse de vez. Certa vez o dinheiro que tava concentrado todo na igreja começou a acabar, por isso o rei decidiu aumentar os impostos sob o primeiro estado (o clero), mas ele não aceitou, então ordenou subir os impostos sob o segundo estado (a nobreza), que também não aceitou, então sobrou pro terceiro estado, que era contituído por várias camadas sociais, as mais pobres. Depois de subirem os impostos sob o "povo", eles ficaram revoltados, e começaram uma revolta.
    7-Pois propunham uma igualdade jurídica e a propriedade privada, iriam substituir o "poder divino" pelo "poder econômico"
    8-(C)
    9-(C)
    10-(D)
    11-(B)
    12-(A)
    Nome:Ana Beatriz Teles Oliveira
    Série:8º ano Nº:01
    Escola:I.F.J.P.S

    ResponderExcluir
  8. Denilson Nascimento 8° ano3 de junho de 2013 17:30

    1)Essas perguntas e respostas presentes nesse panfleto francês demonstram aquela que seria a linha de frente do movimento revolucionário francês, pois na época o Terceiro estado francês não possuía quaisquer direitos e ainda sustentavam os luxos da nobreza e do clero através dos impostos que pagavam(sendo que o clero e a nobreza eram completamente isentos do pagamento de impostos) e acabaram indo em busca dos seus direitos com a revolução francesa.
    2)(c)
    3)(E)
    4-a)Jacobinos
    b) a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores - Rousseau.
    5-a)Inglaterra (no século XVII),França(no século XVIII)e Rússia (no século XX).
    b)Puritanos: eles possuíam uma concepção da fé humana;jacobinos:eram defensores de algumas ideias revolucionárias extremistas;bolcheviques:eles defendiam a mudança radical da política para seu povo.
    6- indicava as pessoas que não faziam parte do clero (Primeiro Estado) nem da nobreza (Segundo Estado), ou seja, eram os burgueses: camponeses, artesãos, comerciantes e profissionais liberais; moradores dos burgos. É esse Terceiro Estado que se rebelará contra a opressão e o fato de pagarem altos impostos, assim sustentando o Primeiro e o Segundo Estados, que tinham o privilégio da isenção de impostos.
    7- pois era oposto uma igualdade juridica e propriedade privada, e entao , eles iriam mudar o poder divino , pelo chamado poder economico.
    8)(C)
    9)(C)
    10)(D)
    11)(B)
    12)(A)

    ResponderExcluir
  9. Fatima Santos De Souza,8ºano,Instituto Frei João Pedro De Sexto6 de junho de 2013 16:24

    1-As perguntas e respostas contidas nesse panfleto francês mostra o que seria a vanguarda do movimento revolucionário. O Terceiro Estado não tinha direitos, sustentava a nobreza e o clero (pagando altíssimos impostos) e com a Revolução Francesa procuravam revolucionar e ir em busca de seus direitos.
    2-(C)
    3-(E)
    4-a) Jacobinos.
    b)"... a pátria de todos os indivíduos que o compõem e pode contar com um número de defensores ..."; O filósofo mentor desta teoria foi Rousseau.
    5-a) Inglaterra (XVII), França (XVIII) e Rússia (XX).
    b)Puritanos- concepção da fé humana; jacobinos- defensores de opiniões revolucionárias extremistas; bolcheviques- defendiam uma mudança radical de política para seu povo.
    6-Terceiro Estado indicavam ás pessoas que não pertenciam ao clero nem á nobreza (camponeses, artesões,...), e eles reinvidavam pois pagavam altas taxas de impostos e sustentavam o Primeiro e o Segundo Estado.
    7-Pois propunham uma igualdade jurídica e a propriedade privada, iriam substituir o "poder divino" pelo "poder econômico".
    8-(C)
    9-(C)
    10-(D)
    11-(B)
    12-(A)

    ResponderExcluir