domingo, 3 de fevereiro de 2013

Semana de Arte Moderna de 1922.







QUESTÕES:
1- Qual a relação da Semana de Arte Moderna de 1922 com a implantação da República no Brasil?
2- Caracterize a Semana de Arte Moderna.
3- Destaque um artista modernista , pesquise sobre sua vida e obra e dê sua visão crítica com relação ao trabalho desenvolvido por ele ou ela.
4- Dê sua visão crítica com relação ao texto. Clique AQUI , leia. Do que se trata o texto? Quem é o personagem de destaque do texto? Por que ele é visto como ANTI-MODERNISTA?

10 comentários:

  1. Ingrid Barbosa Rogerio 06/02/2013

    1- Qual a relação da Semana de Arte Moderna de 1922 com a implantação da República no Brasil?
    R- Era o ano do primeiro centenário da independência, e os jovens queriam redescobrir o Brasil, libertando o Brasil da influencia estrangeira.

    2- Caracterize a Semana de Arte Moderna.
    R- Foi realizada entre 11 e 18 de fevereiro de 1992, no teatro municipal de São Paulo, teve como principal propósito renovar, transformar o contexto artístico e cultural urbano, tanto na literatura, quanto nas artes plásticas, na arquitetura e na música. Mudar, subverter uma produção artística, criar uma arte essencialmente brasileira, embora em sintonia com as novas tendências europeias, essa era basicamente a intenção dos modernistas.

    3- Destaque um artista modernista , pesquise sobre sua vida e obra e dê sua visão crítica com relação ao trabalho desenvolvido por ele ou ela.
    R- Anita Malfatti (1889-1964) foi uma pintora brasileira. Sua polêmica exposição em 1917, foi um marco para renovação das artes plásticas no Brasil. O escritor Monteiro Lobato, crítico de arte do jornal O Estado de São Paulo, publicou um artigo intitulado "Paranoia ou mistificação?", era uma crítica à mostra expressionista de Anita Malfatti, que serviu de estopim para o movimento modernista no Brasil. Algumas de suas obras tornaram-se clássicos da pintura moderna.

    Anita Malfatti (1889-1964) nasceu em São Paulo, no dia 2 de dezembro. Filha de Samuel Malfatti, engenheiro italiano e de Betty Krug, de nacionalidade norte-americana. Anita nasceu com uma atrofia no braço direito e teve que aprender a usar a mão esquerda e para isso recebia os cuidados de uma governanta. Fora do Brasil, expôs individualmente em Berlim, Paris e Nova York. Há quadros de sua autoria nos principais museus brasileiros. O quadro "A Estudante" está no Museu de Arte de São Paulo; "A Boba" está no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo e "Uma Rua" no Museu Nacional de Belas-Artes, no Rio de Janeiro.

    4- Dê sua visão crítica com relação ao texto. Clique AQUI , leia. Do que se trata o texto? Quem é o personagem de destaque do texto? Por que ele é visto como ANTI-MODERNISTA?

    R- O texto fala sobre Monteiro Lobato, e explica a visão que ele tinha sobre a arte , e o motivo de ele ser antir-modernista.
    Monteiro Lobato
    Pois ele não concordava que os artistas brasileiros tiver ser influencias estrangeiras , ele era muito nacionalista , ele queria que os artistas valorizasem mais a arte brasileira que a estrangeira.

    ResponderExcluir
  2. 1- Qual a relação da Semana de Arte Moderna de 1922 com a implantação da República no Brasil?

    Foi realizada no primeiro centenário da Independência. Partindo disto, os jovens modernistas pretendiam redescobrir o Brasil, assumindo uma nova estética, libertando-se do Passado.

    2- Caracterize a Semana de Arte Moderna.

    O evento, que ocorreu em 3 dias, contou com vários aspectos culturais, como pintura, escultura, poesia, literatura e música.A Semana foi para o Brasil um marco histórico muito importante. A arte brasileira começou a ganhar espaço, criam-se novas formas e modelos de se fazer arte. Pode até ser considerada como uma segunda independência - mas dessa vez artística.

    3- Destaque um artista modernista , pesquise sobre sua vida e obra e dê sua visão crítica com relação ao trabalho desenvolvido por ele ou ela.

    Heitor Villa-Lobos se tornou conhecido como um revolucionário que provocava um rompimento com a música acadêmica no Brasil. As viagens que fez pelo interior do país influenciaram suas composições. Entre elas, destacam-se: "Cair da Tarde", "Evocação", "Miudinho", "Remeiro do São Francisco", entre outros.
    Destaca-se por ter sido o principal responsável pela descoberta de uma linguagem peculiarmente brasileira em música, sendo considerado o maior expoente da música do modernismo no Brasil, compondo obras que enaltecem o espírito nacionalista, ao qual incorpora elementos das canções folclóricas, populares e indígenas. Seu estilo é fácil de identificar ao reparar suas preferências por alguns recursos estilísticos: combinações inusitadas de instrumentos, arcadas bem puxadas nas cordas, uso de percussão popular e imitação do cantos de pássaros.

    Em 1922 Villa-Lobos participa da Semana da Arte Moderna, no Teatro Municipal de São Paulo. Embora tenha sido um dos mais importantes nomes da música a apresentar-se na Semana de Arte Moderna, Villa-Lobos não foi o único compositor a ser interpretado, também foram interpretadas obras de Debussy, por Guiomar Novaes, de Eric Satie, por Ernani Braga, que interpretou também "A Fiandeira", de Villa-Lobos.
    Hoje, existe o Museu Villa Lobos, na cidade do Rio de Janeiro, em sua homenagem.

    4- Dê sua visão crítica com relação ao texto. Clique AQUI , leia. Do que se trata o texto? Quem é o personagem de destaque do texto? Por que ele é visto como ANTI-MODERNISTA?

    O texto fala sobre a época modernista e a posição de Monteiro Lobato nela. O escritor passou a ser visto como anti-modernista depois de se posicionar não exatamente contra o os modernistas, mas sim ao estrangeirismo. No texto, uma crítica do autor à uma exposição de Anita Malfatti, Monteiro Lobato reconhece seu talento, mas afirma que ela foi “seduzida pelas teorias do que ela chama de arte moderna”. Ele defendia o nacionalismo e tinha dificuldades de aceitar essa nova concepção.

    Ana Carolina Costa, 3° ano E. M.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a semana de 22 ocorreu em 5 dias, do dia 11 ao 18 de fevereiro

      Excluir
    2. GOSTEI DAS REAPOSTAS!

      Excluir
  3. Semana de Arte Moderna de 1922

    Daniel Anzolin 3º E.m

    1- Os artistas juntos de outros movimentos sociais, demonstrando o desejo de algo novo.
    2- Marcou por ter sido um movimento escandalisador para a época.
    3- Candido Portinari, seu quadro mais conhecido e impactante é "Os Retirantes", revelando aspectos da miséria no país,
    esse tipo de expressão cultural não era bem visto pelos conservadores nacionalistas.
    4-Criticou os modernistas, mas não o movimento, Lobato era um conservador nacionalista.

    ResponderExcluir
  4. 1-Realizou-se no primeiro centenário da Independência.E os jovens modernistas buscavam redescobrir o Brasil,para assumir uma nova estética, libertando-se do Passado.
    2-A Arte Moderna é uma forma de pintura e escultura que surgiu nos fins do século passado, reagindo contra as obras clássicas. Os primeiros pintores modernos foram os impressionistas, que escolhiam cenas de exteriores, pessoas humildes, paisagens, etc. como seus temas.Objetivando romper com os padrões antigos, os artistas modernos buscam constantemente novas formas de expressão e, para isto, utilizam recursos como cores vivas, figuras deformadas, cubos e cenas sem lógica.Não foi fácil para estes artistas serem aceitos pela crítica que já estava acostumada com padrões estéticos bem definidos, mas, aos poucos, suas exposições foram aumentando e o público passou a aceitar e entender as obras modernistas.
    3-Di Cavalcanti : foi um pintor, desenhista, ilustrador e caricaturista brasileiro.Di Cavalcanti nasceu em 06 de setembro de 1897 no Rio de Janeiro.Entre 11 e 18 de fevereiro de 1922 idealiza e organiza a Semana de Arte Moderna no Teatro Municipal de São Paulo, criando para essa ocasião as peças promocionais do evento: catálogo e programa.Retorna ao Brasil em 1926 e ingressa no Partido Comunista. Segue fazendo ilustrações. Faz nova viagem a Paris e cria os painéis de decoração do Teatro João Caetano no Rio de Janeiro.Inicia suas participações em exposições coletivas, salões nacionais e internacionais como a International Art Center em New York. Em 1932, funda em São Paulo, com Flávio de Carvalho, Antonio Gomide e Carlos Prado, o Clube dos Artistas Modernos. É convidado e participa da I Bienal de São Paulo, 1951. Faz uma doação generosa ao Museu de Arte Moderna de São Paulo, constituída de mais de quinhentos desenhos.
    Em 1997, ano do centenário de seu nascimento, diversas exposições comemorativas e retrospectivas de sua obra foram organizadas, entre as quais:
    **As mulheres de Di, pelo Centro Cultural Banco do Brasil (RJ);
    **Di, meu Brasil brasileiro, pelo Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro ; e
    **Di Cavalcanti, 100 anos, pelo Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado|Museu de Arte Brasileira de São Paulo.
    ---- Principais obras:
    *Pierrete - 1922
    *Pierrot - 1924
    *Samba - 1925
    *Mangue - 1929
    4-O texto fala sobre Monteiro Lobato.E o escritor passou a ser visto como anti-modernista depois de se posicionar contra o os modernistas. Ele defendia o nacionalismo e tinha dificuldades de aceitar essa nova concepção.

    ResponderExcluir
  5. Nome: F.co Igor Sousa Lopes
    Escola: Instituto Frei João Pedro de Sexto
    Prof(s): Isabel Aguiar
    Série: 9° ano

    1. Era o ano do primeiro centenário da independência, e os jovens queriam redescobrir o Brasil, libertando o Brasil da influencia estrangeira.
    2. Foi realizada entre 11 e 18 de fevereiro de 1992, no teatro municipal de São Paulo, teve como principal propósito renovar, transformar o contexto artístico e cultural urbano, tanto na literatura, quanto nas artes plásticas, na arquitetura e na música.
    3. Anita Malfatti (1889-1964) foi uma pintora brasileira. Sua polêmica exposição em 1917, foi um marco para renovação das artes plásticas no Brasil.
    4. O texto fala sobre Monteiro Lobato, e explica a visão que ele tinha sobre a arte , e o motivo de ele ser anti-modernista.
    Monteiro Lobato,pois ele não concordava que os artistas brasileiros tiver ser influencias estrangeiras.

    ResponderExcluir