quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL - 1914-1918

RIVALIDADES IMPERIALISTAS




  • Busca de territórios e mercado
  • Século XIX
  • Grã- Bretanha, França e Alemanha queriam ampliar e conservar suas colônias







A POLÍTICA DAS ALIANÇAS (1882)



  • Tríplice Aliança - Alemanha, Itália e Austro-hungria 
  • Tríplice Entente - Grã-Bretanha, França e Rússia


TENSÃO NOS BÁLCÃS OU PENÍNSULA BALCÂNICA


Entre 1912 e 1913, acontece a chamada “Guerra dos Balcãs”, que envolveu várias nações e províncias do leste europeu. Sérvia, Montenegro, Grécia e Bulgária uniram-se contra a Turquia, com o objetivo de expulsar os turcos otomanos da região, que dominavam a Macedônia, que pertenceria à Sérvia. A tendência de expansionismo da Sérvia também buscava anexar a Albânia. A Áustria, no entanto, interveio e conseguiu o reconhecimento da independência da Albânia, impedindo o expansionismo sérvio.




  • O termo Bálcãs deriva da palavra turca MONTANHAS 
  • Os Bálcãs compreendem hoje as seguintes regiões: Sudeste da Europa: Albânia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Grécia, República da Macedônia, Montenegro, Sérvia, Kosovo, Turquia, Croácia, Romênia, Eslovênia e Áustria. 
  • Os sérvio queriam formar a Grande Sérvia
  • Para isso teriam que expulsar os eslavos da região dos Bálcãs
  • Os eslavos estavam sob domínio da Austro-Hungria e dos turcos
  • Os sérvios pediram ajuda da Rússia
  • Os russos defendiam o PAN-ESLAVISMO e queriam ampliar fronteiras
  • O PAN-ESLAVISMO defendia os valores culturais eslavos e era contra a cultura ocidental


ASCENSÃO DO JAPÃO E EUA


Japão na Primeira Guerra - canhão japonês
  • Tornaram-se potências regionais
  • Ambicionavam expandir território e mercado

A PAZ ARMADA


Trabalhadores em uma fábrica de bombas na Inglaterra

  • 1871 - Guerra Franco Prussiana (Alemanha X França) - Alemanha venceu
  • Entre 1871 a 1914  - "Paz Armada" na Europa
  • Corrida Armamentista das grandes potências
  • Serviço militar obrigatório
  • Fabricação de armamentos e munição em larga escala
  • Havia civis contra e outros a favor da guerra

A GOTA D´ÁGUA


Foto tirada de Francisco Ferdinando e sua esposa embarcando em seu carro para andar pelas ruas de Sarajevo. (Foto da Associated Press)


Gavrilo Princip (à esquerda) e o Arquiduque Ferdinando (fotos da Biblioteca Nacional da Áustria)


Reservistas russos (acompanhados de familiares) caminham até o centro de recrutamento da cidade de São Petersburgo, uma semana depois do assassinado do arquiduque austríaco. A Rússia entrou na guerra com um grande exército, porém mal armado e treinado. (Foto da Associated Press).

  • 28/06/1914 - Atentado contra o arquiduque herdeiro do Império Austro-Húngaro Francisco Ferdinando e sua esposa Sophie  
  • Que matou?  O ativista sérvio Gravilo Princip (do grupo Jovem Bósnia)
  • Objetivo? Romper com as províncias eslavas da Áutro-Hungria para formar a Grande Sérvia ou Ioguslávia
  • Império Áustro-Húngaro responsabilizou a Sérvia pelo atentado e declarou guerra à Sérvia
  • Em apenas 7 dias as principais potências se engajaram na guerra.

AS FASES DA GUERRA

* A GUERRA DE MOVIMENTO (agosto à novembro de 1914)


Munição de artilharia britânica projetada para destruir casamatas de concreto sendo descarregada no Front Ocidental. Esses projéteis explosivos pesavam mais de 600kg (1400 lbs) e, quando atingiam o chão, formavam uma cratera de 4,5 metros de profundidade e mais de 13 metros de raio (Fotógrafos oficiais das divisões australianas / Biblioteca Estadual de Nova Gales do Sul).


Foto de Sir Hiram Stevens Maxim e a sua famosa criação, a metralhadora automática refrigerada à água Maxim, em 1884. A Maxim revolucionou a História Militar por ser a primeira metralhadora moderna (automática). No início da década de 1900, todos os países europeus e potências regionais como Estados Unidos, Brasil, Japão e China teriam acesso a modelos da Maxim (Autor desconhecido - Reprodução / Wikicommons

  • Alemanha X Bélgica
  • Alemanha chega à Paris (França)
  • Batalha do Marne: França e Inglaterra X Alemanha (perde)
Soldados Alemães na região do rio Marne, em 1914, prontos para receber a ordem de atacar os franceses (Reprodução/Wikicommons)

Soldados franceses defendem os bancos do Rio Marne, contra o pesdo e revolto avanço alemão, em Setembro de 1914. A Batalha do Marne foi um sucesso para os franceses, freando o avanço alemão no setor, a quase 40km de Paris. (Reprodução/Wikicommons)

  • A guerra na Frente Ocidental estacionou 
  • A Frente Ocidental = Alemanha X França  / Inglaterra X Bélgica
  • Frente Oriental: combate à Rússia
Ciclistas militares belgas na cidade de Boulogne, Franca, 1914. A Bélgica declarou sua neutralidade em caso um conflito em massa ocorresse na Europa. Porém, as estradas e ferrovias belgas forneciam um caminho direto para o interior da França, caminhos estes vitais para as tropas alemãs. Assim os alemães violaram o território belga, trazendo a Grã-Bretanha para o conflito. (Biblioteca Nacional Francesa)

Equipe britânica de Metralhadora Pesada Maxis, com seus cachorros puxando a peça para linha de frente, em 1914. A busca pela mobilidade fácil e rápida das pesadas metralhadoras (com seus tripés, suas munições e tambores de resfriamento) sempre originaram adaptações curiosas. (Biblioteca Nacional Francesa)

Soldados alemães improvisam um jeito mais fácil de movimentar as pesadas metralhadoras na linha de frente. Essa metralhadora Maxin 1910 russa (capturada) foi acoplada à uma sela especial em um cavalo (Coleção de fotos de Brett Butterworth)

"Montanhas" de cartuchos usados pela Artilharia Alemã, encontrados pelos aliados depois que os alemães recuaram um pouco suas linhas. Com certeza toda essa munição usada pelos alemães foi para bombardear as linhas de frente aliadas e as cidades francesas mais próximas, como Rheims e Paris. (Biblioteca Nacional da Escócia).


*A GUERRA DE TRINCHEIRAS


A vida nas trincheiras foi muito dura para os combatentes da Primeira Guerra Mundial, que, além da penúria, da falta de higiene, da chuva, dos piolhos e dos ratos, conviviam com o cheiro de morte.

  • Exércitos buscam firmar suas posições
  • Procuravam vencer o adversário pelo desgaste progressivo das tropas
  • Inglaterra e França X Alemanha
  • Cavaram 640 km de trincheiras
  • Do Mar do Norte até a França e a Suíça
  • Frente Oriental: Alemanha vence a Rússia
  • Alemanha perdia para o Japão várias colônias na Ásia
  • Novas armas foram usadas
  • Metralhadoras, lança-chamas, tanque , avião, submarino 
  • O combate corpo a corpo tornou-se raro 
  • 1915- Itália rompe com Alemanha e muda para a Entente
  • Países do lado da Grã-Bretanha - Itália, Romênia e Grécia
  • Países do lado da Alemanha: Bulgária e Império Turco-Otomano
  • 1917- Alemanha adota a guerra submarina
  • Alemanha afunda navio dos EUA (o Lusitânia)
  • EUA entraram na guerra do lado da Entente
  • Alemanha afundou um navio brasileiro (Navio Paraná)
  • Brasil entra na guerra do lado da Entente
  • 1917- Revolução Socialista na Rússia (líder: Lênin)
  • Rússia assina tratado de paz com Alemanha e sai da guerra
Soldados russos em debandada em Tannenberg, depois que as forças de infantaria e cavalaria alemães os flanquearam. Na legenda original da foto "Tropas Russas em Fuga. A foto ilustra os soldados eslavos em uma corrida louca, gritando: 'A Cavalaria Alemã Atravessou a linha'. Com esse grito apenas aumentando entre os infantes, a debandada maluca somente aumentou" (foto do Museu Nacional da Primeira Guerra Mundial - Kansas City - EUA)

Prisioneiros de guerra russos feitos depois da Batalha de Tannenberg, em 1914 
(Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos)


* NOVA GUERRA DE MOVIMENTO
  • 1918- Alemanha lança ofensiva na Frente Ocidental usando aviação e artilharia pesada
  • Recomeça a guerra de movimento
  • A Entente reage com aviões e tanques mais eficientes
  • Entente vence a Alemanha na Segunda Batalha do Marne
Armamento usado por alemães durante a Batalha do Marne: SK L/40 i.R.L. em uma espécie de carruagem

  • Entente pretende invadir a Alemanha
  • A população alemã obriga o imperador Guilherme II a renunciar
  • 1918- Novo governo alemão assina a rendição
  • Fim da guerra


SALDO DA GUERRA


A Gripe Espanhola foi a responsável pela morte de aproximadamente 1/3 de todos os militares que perderam suas vidas durante a guerra

Aproximadamente 6 mil homens morriam todos os dias durante a guerra

A Primeira Guerra Mundial deu início ao desenvolvimento da cirurgia plástica, e os primeiros bancos de sangue também foram criados durante o conflito

  • Novas armas, aviões, tanques, gases venenosos...ajudaram a aumentar a capacidade de matar nas guerras
  • Morreram 9 milhões e 200 mil pessoas
  • 200 milhões de pessoas ficaram mutiladas
  • Dezenas de milhares ficaram órfãos ou se refugiaram

O BRASIL NA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

  • Em 1916 um submarino alemão estraçalhou o navio brasileiro "Rio Branco" que operava a serviço inglês e com tripulação norueguesa.
  • Mas em 1917 o nosso maior navio da marinha mercante, o "Paraná", carregado de café, foi bombardeado por submarino da Alemanha no cabo Barfleur – e três brasileiros morreram.
  • Na Primeira Guerra, o Brasil embarcou vinte e quatro oficiais para atuar nos quartéis franceses, treze aviadores para a Força Aérea Real Britânica, noventa e dois médicos que integraram uma das mais exemplares das nossas missões. Igualmente relevante foi a atuação da Marinha, com a criação, pelo ministro Alexandrino Faria de Alencar, da Divisão Naval em Operações de Guerra.
  • A tarefa era a de patrulhar os mares, sobretudo o triângulo na costa noroeste da África, formado pelos seguintes vértices: Dacar, arquipélago de São Vicente e Gibraltar.


ACORDO DE PAZ


Woodrow Wilson - Presidente dos EUA 
  • 1918 - O presidente dos EUA Woodrow Wilson propôs acordo de paz
  • Esse acordo era conhecido como 14 PONTOS
  • Defendia a paz sem vencedores
  • Defendia o direito de cada povo escolher seu destino
  • Esse acordo não foi aprovado
  • Foram feitos vários tratados
  • 1919- Tratado de Versalhes
A histórica cena em que Georges Clemenceau, o “Tigre Velho da França”, motivado por ressentimentos profundos para com a Alemanha, assina o Tratado de Versalhes. Fotografia cristalizada no Salão dos Espelhos do Palácio de Versalhes, na França, em 28 de junho de 1919. Créditos: Bettmann/Corbis. id: be044473.

  • Punia a Alemanha (o país teria que...)
  • Devolver Alsácia-Lorena à França
  • Ceder aos vencedores os direitos das colônias ultramarinas
  • Entregar á França o direito de explorar as minas de carvão na bacia do Rio Sarre
  • Indenizar os adversários com 33 bilhões de dólares
  • Não poderia ter aviação militar
  • Não poderia ter canhões pesados e submarinos
  • Entregar parte d seus navios mercantes 
  • Seu exército só poderia ter no máximo 100 mil homens.
  • Alemanha planeja se vingar, em especial da França
  • Alemanha considerou esse tratado como uma traição
O JAPÃO
  • Conquistou várias colônias alemãs na Ásia
  • Consolidou-se como potência regional
ALIADOS DA ALEMANHA
  • Foram submetidos a acordos de paz
  • O mapa da Europa foi redesenhado
  • Surgem novos Estados
  • Ex: Tchecoslováquia, Áustria, Hungria e Iugoslávia
A LIGA DAS NAÇÕES


Palácio das Nações, em Genebra
No dia 18 de abril de 1946, foi dissolvida formalmente a Liga (ou Sociedade) das Nações. Surgida em consequência dos horrores da Primeira Guerra Mundial, na prática ela deixara de existir alguns anos antes

  • 28/04/1919 - o presidente dos EUA ( Wodrow Wilson) sugeriu a criação da Liga das Nações
  • Sede: Genebra - Suíça
  • Objetivo: arbitrar em conflitos internacionais e garantir a paz mundial
  • EUA, Alemanha e Rússia não estavam presentes na Liga das Nações
  • 1931- Japão invadiu Manchúria (província chinesa)
  • A Liga das Nações não impediu a invasão japonesa na Manchúria

RESUMO


segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

INDUSTRIALIZAÇÃO E IMPERIALISMO

SEGUNDA FASE DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Cena do Filme Tempos Modernos

  • Europa , séc. XIX
  • Capitalismo + Aceleração Industrial
  • Europa, EUA e Japão (acúmulo de capitais)
CARACTERÍSTICAS DA SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
  • Novas tecnologias na indústria, transporte e comunicações
DESCOBERTAS DECISIVAS
  • 1856- Aço
  • 1870- Dínamo
  • 1870- Motor de combustão interna
TRANSPORTES


  • Ferrovias progridem
  • Uso de locomotivas

  • Barco a vapor para transportar pessoas e mercadorias

  • Aproveitamento do petróleo e derivados como fonte de energia

  • 1890-  O primeiro automóvel (Henry Ford e Karl Benz)


COMUNICAÇÕES

  • 1836- Telégrafo (Samuel Morse)

  • 1876- Telefone (Giuseppe Meucci)

  • Alexander Graham Bell comprou a patente do telefone 
Alexander Graham Bell

CONCENTRAÇÃO DE CAPITAL

  • Truste - várias empresas em uma, controlam todo processo de produção
O truste é a fusão de empresas de modo a formar um monopólio com o intuito de dominar determinada oferta de produtos e/ou serviços.Ou seja, uma empresa grande (ex:Coca Cola) se unem com outras empresas que trabalham na mesma área de venda (ex:Del Valle).

  • Cartel - Várias empresas atuando em conjunto e em áreas diferentes
O cartel é um acordo entre concorrentes para, principalmente, fixar os preços, dividir os clientes, eliminar a concorrência e aumentar o preço dos produtos obtendo maiores lucros e prejudicando o bem-estar do consumidor. Nesse caso, as empresas não se juntam e nem são pertencentes uma a outra elas apenas se unem para combinar preços, todavia isto é ilegal.

  • Holding - surge da associação de várias empresas e possui a maior parte das ações das empresas associadas.
Um exemplo de Holding é a Unilever que comprou as empresas LUX, KNORR, KIBON, HELLMANN'S, SKIPPY e etc.

CURIOSIDADE!

VOCÊ SABIA QUE MAIS DA METADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA ATUAL ESTÁ ATRASADA NA CORRIDA TECNOLÓGICA?SAIBA MAIS AQUI

O IMPERIALISMO

Na gravura acima, de Henri Meyer, vemos a divisão territorial da China. Em que se partem os pedaços da "torta chinesa". Da esquerda para a direita, estão retratados a Rainha Britânica Vitória, o Kaiser Alemão Guilherme II, o czar russo Nicolau II, a burguesia francesa (representada pela mulher bem vestida) e o imperador japonês, Mutsuhito, e, ao fundo, o imperador da China, (que na época era Guangxu), desesperado com a perda de seus territórios. 
  • Grandes potências (EUA , Grã-Bretanha, França e Japão)
  • Disputas por áreas de influência na Ásia, África e América Latina
  • Expansão do capitalismo
  • Neocolonialismo = Imperialismo
O QUE BUSCAVAM NA ÁSIA, ÁFRICA, AMÉRICA E OCEANIA?
  • Investir capitais
  • Matéria-prima
  • Consumidores de seus produtos
  • Ouro e Diamante - África
  • Terras e mão-de-obra para mineração e plantação
  • Buscavam gastar pouco e lucrar muito
TEORIAS RACISTAS DO SÉCULO XIX
Cartão Postal "Blackbirds", 1890
"[...] o negro estaria para o homem como o asno para o cavalo, ou antes, se o branco fosse homem, o negro não seria mais homem, seria um animal à parte como o macaco."
POLIAKOV, Léon.. O Mito Ariano: Ensaio sobre as fontes do racismo e dos nacionalismos. São Paulo: Perspectiva, Ed. da Universidade de São Paulo, 1974.
  • "A raça branca seria superior à raça negra e amarela"
  • Somente as raças "superiores" sobreviveriam.
  • Diziam ter uma "missão civilizadora" com os povos de cor
  • As teorias racistas eram consideradas científicas
  • Os europeus se achavam no direito de "civilizar" outros povos
  • Obs.: Hoje: não se usa o termo raças
  • Obs.: Só existe uma raça : HUMANA
  • Obs.: Hoje: nenhum povo é superior a outro
IMPERIALISMO NA ÁFRICA


  • 1880 - corrida imperialista na África
  • As potências buscava: ferro, cobre e carvão para a indústria
  • Construíam ferrovias
  • Ofereciam empréstimos com altos juros
  • Usavam de ataques e pressões diplomáticas
  • Transformavam as terras conquistadas em colônias, protetorados, domínios ou áreas de influência
  • 1880- 1/10 da África estava ocupado pelos europeus
  • 1900 - 9/10 da África estavam ocupados pelos europeus

FRANCESES ONDE HOJE É A ARGÉLIA

Soldados franceses exibem cabeças decepadas de guerrilheiros argelinos
Soldados franceses junto a argelinos abatidos

  • 1830 - franceses conquistam a Argélia
  • Obrigam a população da Argélia a trabalhar para eles
  • Os produtos cultivados eram: oliveiras, vinhas , frutas e legumes para exportação
  • Missionários e educadores vão a África para transmitir a cultura ocidental
  • Os franceses obrigavam o congresso argelino a aprovar leis francesas.
  • 1908 é a proibida a instrução primária dos indígenas na Argélia.
BELGAS NA BACIA DO RIO CONGO
  • 1884- Leopoldo II (Bélgica) transforma o Congo em sua propriedade
  • Leopoldo II explorava a mão- de-obra africana para extrair marfim e borracha
  • Leopoldo II fez uma fortuna incalculável na época
  • Mais de 10 milhões de africanos morreram a época por conta da exploração de seu trabalho
  • Mulheres, crianças e idosos eram acorrentados  e mantidos como reféns
  • Os homens iam à floresta coletar marfim e borracha
Exploradores com presas de elefantes — abatidos para a extração do marfim

  • Se não trouxessem a quantidade desejada de marfim e borracha, eram mortos a facadas ou tiros
Os açoites eram frequentes

  • 1903 - o missionário A.E.Scrivener divulgou os horrores que presenciou no Cong
    • Leonardo II perdeu o direito ao Congo
    Leopoldo II e Maria Henriqueta

    • O congo passou a ser administrado pelo governo belga
    BRITÂNICOS NA ÁFRICA



    • A Grã-Bretanha liderou a ocupação da África
    • Os britânicos estabeleceram protetorados no Egito
    • O Egito tinha dívidas com os britânicos por conta da construção do Canal de Suez
    • Houve a Guerra Santa entre britânicos X sudaneses (muçulmanos)  - os britânicos venceram
    • A Inglaterra se apoderou de Uganda (África Oriental)  e Rodésia (atual Zimbábue)
    A RESISTÊNCIA AFRICANA (CAUSAS)
    • A perda da soberania africana
    • A exploração econômica
    • A imposição de hábitos e da administração europeia
    • Rebelião Ashanti contra a Grã-Bretanha

    CURIOSIDADE:
    VEJAM AQUI OS GRANDES REIS E RAINHAS DA ÁFRICA


    PORTUGUESES, ALEMÃES E ESPANHÓIS

    Presença portuguesa na África
    • Portugal manteve os territórios : Guiné, Angola e Moçambique, São Tomé e Príncipe e Ilhas de Cabo  Verde.
    • Alemanha conquistou duas colônias : África do Sudeste Alemão e África Oriental Alemã
    Assim os senhores coloniais alemães viajavam na África Oriental, no início do século XX
    CURIOSIDADE: CRÂNIOS AFRICANOS: HERANÇA DA COLONIZAÇÃO ALEMÃ - VEJA AQUI
    • Espanha: parte do Marrocos (Marrocos espanhol)



    A CONFERÊNCIA DE BERLIM



    •  Para evitar a guerra entre as grandes potências
    • Ocorreu na Alemanha em 28/02/1885
    • Objetivo: combinar regras para livre navegação e comércio nas bacias dos rios Congo e Níger
    • A ocupação de território africano só seria possível com um comunicado às demais nações e mantivesse a ordem e os direitos de comércio e trânsito
    • Proteger os missionários e exploradores europeus
    • Reconhecer o Estado Livre do Congo como propriedade do rei Leopoldo II da Bélgica
    • A partilha da África não se deu na Conferência de Berlim, e sim anos depois através de acordos bilaterais entre as potências .
    •  Entre 1885 e 1907 foram feitos 249 acordos entre Grã-Bretanha e França sobre a África Ocidental e Central.
    • 1910 - foram concluídos os tratados bilaterais que se seguiram à Conferência de Berlim.
    PARTILHA DA ÁSIA

    • Os britânicos chegaram aos litoral da Índia no século XVII e desalojaram comerciantes de outros países europeus. 
    • Os britânicos compravam dos indianos tecidos finos, a mostarda e o cânhamo (fibra têxtil para fabricar cabos e velas de embarcações) e os revendiam na Europa com grande lucro.
    • 1750- ingleses se apossam da Índia e aumentam impostos sobre tecidos indianos
    • Ingleses passam a vender tecidos ingleses para os indianos. 
    • As tecelagens indianas faliram
    • A Índia passou a produzir algodão para fábricas inglesas deixando de produzir alimentos
    • 1857- Revolta dos Sipaios. Causas: a pobreza e as crises de fome na Índia
    • Os ingleses venceram a Revolta dos Cipaios com metralhadoras  e canhões. 
    • A Inglaterra assume o governo da Índia através de vice-rei
    • A Rainha Vitória da Inglaterra foi proclamada imperatriz da Índia
    • Com os lucros na Índia, a Inglaterra construiu ferrovias, ampliou as comunicações.
    • A Inglaterra usou parte dos lucros para conquistar: Birmânia, Nova Zelândia, Austrália e parte da China.
    BRITÂNICOS NA CHINA

    Britânico obriga chinês a comprar o ópio.

    • Até o século XIII a China era autossuficiente
    • Os comerciantes europeus tinham interesse na porcelana e na seda chinesa
    • Entre os séculos XIII e XVIII o comércio entre europeus e chineses favorecia aos chineses
    • 1820- a situação se inverte e o comércio torna-se favorável aos europeus
    • Os britânicos tinham lucros com a venda do ópio (droga que causa forte dependência) para a China
    • Os chineses perdiam tudo para comprar a droga
    • O imperador chinês Lin Zexu (Dinastia Manchu) escreveu uma carta à Rainha Vitória implorando para não vender mais ópio ao povo chinês.  A rainha não respondeu.
    • A Guerra do Ópio (1839-1842) - chineses lançaram ao mar 1400 toneladas de ópio bruto dos navios ingleses. A Rainha Vitória ordena o bombardeio de várias cidades chinesas. Os ingleses venceram.
    • 1842- Tratado de Nanquim - entre Grã-Bretanha e China - estabelecia:
    • abertura de cinco portos na China para o comércio livre dos ingleses
    • indenização de 21 milhões de dólares aos ingleses pela perda do ópio
    • o controle de Hong Kong pelos ingleses
    • o direitos dos britânicos serem julgados por suas próprias leis
    JAPÃO, UMA NOVA POTÊNCIA CAPITALISTA

    O Imperador Meiji em trajes ocidentais
    • Desde início do século XIX, as nações ocidentais tentavam, sem sucesso, abrir os portos do Japão ao comércio internacional.
    • Em 1853 o oficial dos EUA (Matthew Perry) apontou os canhões para a baía de Tóquio e conseguiu a abertura dos portos japoneses aos navios mercantes norte americanos.
    • Grã-Bretanha, Rússia e Holanda, também conseguiram abertura comercial com o Japão.
    • Em contato com o Ocidente, parte dos japoneses passaram a simpatizar com a incorporação de avanços tecnológicos da Europa no Japão. 
    • Parte dos japoneses viam essa modernização como submissão aos europeus.
    • Surge uma guerra civil no Japão
    • Vencem os que queriam a modernidade
    • Os setores rurais enfraqueceram e o imperador se fortaleceu.
    • 1868 - inicia-se a Era Meiji no Japão (imperador Mutsuhito)
    • Modernização no Japão seria usar a tecnologia ocidental sem abrir mão de sua cultura tradicional.
    Imperador japonês recebendo as homenagens do
    representante  inglês  por  ocasião  da  assinatura  de 
    um tratado de comércio, em 1906.

    • Houve a concentração de capital em pequenos grupos econômicos (ex.:Mitsubishi, Yasuda Mitsui...)
    • Japoneses passaram a usar uma política imperialista
    • 1894 - Japão X China - ( Japão venceu)
    • Chineses foram obrigados a pagar indenização e entregar a ilha de Formosa (Taiwan) aos japoneses. 
    TAIWAN ATUALMENTE