domingo, 7 de agosto de 2016

PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL



Do mesmo modo que na América colonial espanhola, no Brasil dos tempos coloniais a opressão da metrópole também gerou manifestações de descontentamento e revoltas. Estudaremos aqui duas delas.

A CONJURAÇÃO MINEIRA



CAUSAS:

  • 1760- as jazidas de ouro de Minas Gerais começam a se esgotar
  • o governo português continuou cobrando altos impostos e impedia a instalação de indústrias no Brasil
  • a população de Minas Gerais estava mais pobre e com medo
  • 1788- foi anunciada uma nova DERRAMA (cobrança forçada de impostos atrasados)
  • a capitania de Minas Gerais devia a Portugal mais de 5 toneladas de ouro
  • os colonos alegavam que não havia mais ouro
  • a coroa portuguesa afirmava que o ouro estava sendo desviado


A REVOLTA


  • Um grupo de homens da elite se reuniram em Vila Rica para organizar uma rebelião contra Portugal. Eram homens ricos que temia perder turo se a DERRAMA fosse aplicada.
  • Os rebeldes eram: 
1- Tomás Antônio Gonzaga (juiz de Vila Rica)
2- Cláudio Manoel da Costa (advogado e intelectual renomado)
3- Inácio de Alvarenga Peixoto (dono de jazidas de ouro e filho de fazendeiro e comerciante)
4- Padre Oliveira Rolim (chefe político do Arraial do Tijuco, atual Diamantina,agiota e negociante de diamantes)
5- Joaquim Silvério dos Reis (contratador)
6- Joaquim José da Silva Xavier ( dentista prático, tropeiro,garimpeiro alferes / 2º tenente. 
Ele era conhecido como TIRADENTES




O QUE OS CONJURADOS DEFENDIAM
  • Independência de Minas Gerais
  • Proclamação de uma república com sede em São João Del Rei
  • A criação de uma universidade em Vila Rica
  • A criação de uma Casa da Moeda para controlar a emissão de dinheiro na capitania
  • A bandeira teria a inscrição LIBERTAS QUAE SERA TAMEM, ou seja, LIBERDADE AINDA QUE TARDIA


CONSEQUÊNCIAS


  • Os conjurados não tinham apoio popular
  • A rebelião foi denunciada e não aconteceu
  • Um dos delatores foi coronel Joaquim Silvério dos Reis que contou o plano ao governador Visconde de Barbacena
  • Silvério dos Reis morreu rico quase 30 anos depois, teve sua dívida perdoada
  • O governador suspendeu a DERRAMA e perseguiu os envolvidos
  • TIRADENTES  e os outros foram presos
  • A rainha de Portugal, D. Maria I, ordenou abertura de dois processos ( Minas e RJ)
  • O julgamento durou 3 anos
  • 11 conjurados foram condenados à forca
  • Somente TIRADENTES foi condenado à morte
  • Os outros receberam pena de exílio nas colônias portuguesas na África
  • Tomás Antônio Gonzaga, reconstruiu sua vida, enricou.
  • TIRADENTES foi enforcado 21/04/1792 no RJ

AGORA VAMOS VER UM VÍDEO SOBRE O ASSUNTO.



CONJURAÇÃO BAIANA - OU CONFEDERAÇÃO DOS ALFAIATES
SALVADOR - 1798



CAUSAS:
  • Dos 60 mil habitantes de Salvador, 40 mil era afrodescendentes
  • Impostos abusivos, altos preços
  • obrigatoriedade de importar produtos industrializados
  • eram proibidas fábricas no Brasil
  • o racismo prejudicava a vida em sociedade
PARTICIPANTES
  • Cipriano Barata (médico)
  • Agostinho Gomes (padre)
  • Pregavam ideias de LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE
  • Atraíram pessoas pobres
  • 12/08/1798 - exigiram :
1- Uma República
2- Abertura dos Portos as nações amigas
3- Fim do racismo
4- diminuição de impostos
5- aumento de salários

CONSEQUÊNCIAS

  • O governo baiano prendeu mais de 30 mil rebeldes
  • Condenou a morte 4 líderes (afrodescendentes e pobres)
  • 08/11/1799- a rainha D. Maria I , de Portugal, mandou enforcar  e esquarteja na Praça da Piedade, em Salvador, os seguintes envolvidos:
1- Lucas Dantas (soldado)
2- Luis Gonzaga das Virgens (soldado)
3- João de Deus (alfaiate)
4-Manuel Faustino (alfaiate)


A FAMÍLIA REAL NO BRASIL E A ABERTURA DOS PORTOS

A família real sendo recepcionada no RJ


  • D. João foge de Portugal com sua corte por conta do BLOQUEIO CONTINENTAL (Napoleão)
  • Invasão francesa a Portugal
  • Os portugueses vieram escoltados pela marinha inglesa
  • Janeiro de 1808 - A Corte chega ao Rio de Janeiro
O QUE ACONTECEU DEPOIS?
  • O império português estava agora no Brasil (interiorização da metrópole)
  • Rio de Janeiro passa a ser sede do Império português
  • D. João ordenou a ABERTURA DOS PORTOS às nações amigas 
POR QUE OS PORTOS FORAM ABERTOS NO BRASIL?


  • Portugal estava sem alternativas
  • os franceses ocuparam Portugal
  • a corte precisava se abastecer (importar mercadorias)
CONSEQUÊNCIAS DA ABERTURA DOS PORTOS
  • Fim do Pacto Colonia ( Portugal/ Brasil)
  • Liberdade de comércio com outros países
  • A Inglaterra teve vantagem pois poderia vender mercadorias diretamente para o Brasil
O TRATADO DO COMÉRCIO COM A INGLATERRA


  • Ao chegar ao RJ, D. João autoriza a abertura de indústrias no Brasil
  • Porém, o Brasil não tinha dinheiro e nem como concorrer em preço e qualidade com produtos estrangeiros
  • 1810- Foi feito o TRATADO DE COMÉRCIO E NAVEGAÇÃO com a Inglaterra. O que dizia o tratado?
1- as mercadorias inglesas no Brasil pagariam imposto de 15% (vendidos a preços mais baixos)
2- as mercadorias portuguesas no Brasil pagaria imposto de 16%
3- outras nações pagariam 24% de imposto

ADMINISTRAÇÃO JOANINA

  • melhorias na cidade do Rio de Janeiro
1- sua área foi ampliada
2- vias públicas foram abertas para facilitar circulação de pessoas e mercadorias
3- os ricos fizeram jardins ao redor de suas casas
4- os ricos passaram a comer de garfo e faca

Jardim Botânico RJ
  • melhorias para o Brasil


1- publicação do 1º jornal do Brasil - GAZETA DO RIO DE JANEIRO
2- Banco do Brasil
3- Casa da Moeda
4- Academia Militar e da Marinha
5- Teatro Real
6- Museu Nacional
7- Academia de Belas-Artes
8- Horto Real ( Jardim Botânico do RJ)
9- contratou a Missão Artística Francesa (professores, arquitetos, músicos,escultores e pintores)
Ex: JEAN-BAPTISTE DEBRET

REVOLUÇÃO PERNAMBUCANA



CAUSAS
  • os gastos de D. João para custear o luxo dos nobres que vieram para o Brasil
  • altos impostos
  • controle dos portugueses sobre o comércio varejista
  • somente militares portugueses eram promovidos
A REVOLUÇÃO
  • Março de 1817 - rebeldes tomam o poder
  • proclamam a República
  • foi formado um governo provisório (representando todas as classes)
  • defendiam liberdade de religião e imprensa
  • defendiam o fim do domínio português
  • NÃO defendiam a ABOLIÇÃO DA ESCRAVATURA
  • receberam apoio da PB  e RN
  • NÃO receberam apoio dos EUA nem da Grã-Bretanha
LÍDERES:
1- Domingos José Martins
2- Miguel Joaquim de Castro (carmelita)
3- Domingos Teotônio Jorge (capitão)

CONSEQUÊNCIAS

  • D.João enviou sodados e navios de guerra para sufocar o movimento
  • Domingos José Martins e Miguel Joaquim de Castro foram presos e enforcados
A REVOLUÇÃO DO PORTO - 1820

CAUSAS:
  • Os portugueses que ficaram em Portugal estavam insatisfeitos com as medidas de D. João VI
  • Não concordaram com a intromissão da Inglaterra em assuntos portugueses
  • 1820- aconteceu a Revolução Liberal do Porto
  • Os revolucionários convocaram eleições para as Cortes
  • A maior parte dos deputados decidiu que D.João deveria voltar de imediato a Portugal
  • Queriam limitar os poderes de D. João através de uma Constituição
ENQUANTO ISSO, NO BRASIL...



  • Havia dois grupos políticos

1- PARTIDO PORTUGUÊS - (militares, comerciantes portugueses que apoiavam A VOLTA  D.João VI
2- PARTIDO BRASILEIRO - (fazendeiros, comerciantes, altos funcionários de Portugal e do Brasil, apoiavam a PERMANÊNCIA de D.João VI.
  • queriam a autonomia do Brasil no Império Português, mas tinham projetos políticos diferentes
Líderes:  
1- GONÇALVES LEDO - republicano
2- JOSÉ BONIFÁCIO - monarquista


CONSEQUÊNCIAS:



  • D.João VI volta a Portugal (alta pressão política)
  • D. Pedro I fica como príncipe regente
  • cortes portuguesas X partido brasileiro
  • as cortes portuguesas exigem a volta de D. Pedro
  • Partido Brasileiro quer que D. Pedro fique
  • 09/01/1822 - manifesto de 8 mil assinaturas pedindo que D. Pedro fique no Brasil
  • DIA DO FICO


  • 07/09/1822 - D. Pedro rompeu com Portugal  e o Brasil se tornou emancipado
  • A Independência foi articulada pelas elites que queriam liberdade de comércio, autonomia e privilégios
  • O POVO se manteve afastado da política
  • Por isso, mesmo depois de INDEPENDENTE, o Brasil manteve:




1- a Monarquia

2- a escravidão
3- grande propriedade




Nenhum comentário:

Postar um comentário