segunda-feira, 31 de julho de 2017

INDEPENDÊNCIAS : ÁFRICA E ÁSIA

OBSERVE AS IMAGENS ABAIXO

Cidades africanas

As cidades acima ficam todas na África, e por seus portos saíram ancestrais de milhões de brasileiros. Se a África possui cidades prósperas como essas que você nas fotos, por que então a televisão e o cinema só mostram , quase sempre, a África como uma savana habitada por  leões, girafas e elefantes? Por que a mídia quase nunca mostra as cidades africanas? O que isso pode significar?
(obs.: Zimbábue é um país da África, Joanesburgo é a maior cidade da África do Sul, Cidade do Cabo situa-se em Cabo Verde)


INDEPENDÊNCIAS


  • Sabe-se que no século XIX os europeus se apossaram de grandes porções da Ásia e África e submeteram seus povos.
  • Nos 30 anos que se seguiram ao final da Segunda Guerra Mundial (1945), a imensa maioria dos povos daqueles continentes conseguiram sua independência.

RAZÕES DA INDEPENDÊNCIA

Mapa da independência dos países da África

  • a luta de africanos e asiáticos nos movimentos de independência de seus países
AFRICANOS E ASIÁTICOS FORAM OPRIMIDOS E EXPLORADOS POR EUROPEUS QUE USAVAM A VIOLÊNCIA, CONFISCO DE TERRAS, TRABALHOS FORÇADOS PARA SUBMETER ESSES POVOS.
  • o enfraquecimentos das potências colonialistas devido às perdas sofridas durante a Segunda Guerra Mundial
OS EUROPEUS CANALIZAVAM SEUS ESFORÇOS PARA RECONSTRUIR SEUS PAÍSES E ISSO FACILITOU A AÇÃO DOS POVOS DOMINADOS
Marcus Garvey (1887-1940)  Saiba mais AQUI
Jamaicano e importante pensador do Pan-africanismo
O ideal de liberdade e unidade defendidos por Garvey ganhou ritmo, melodia e letra com o também jamaicano Bob Marley.

Bob Mrley se inspirou no Pan-africanismo para
compor importantes músicas de seu repertório
OUÇA, LEIA E REFLITA A MÚSICA 
"África Une-te" de Bob Marley



UMA REVISTA IMPORTANTE

A revists Présence Africaine, fundada em Paris em 1947, pelo filósofo
senegalês Alioune Diop, teve papel fundamental na difusão da história africana,
da negritude e do pan-africanismo

A CONFERÊNCIA DE BANDUNG

Conferência de Bandung

  • Realizada em Bandung, Indonésia
  • 29 países independentes se autodenomiram Terceiro Mundo (países pobres independentes)
  • esses países de declararam neutros na Guerra Fria (EUA X URSS)
  • prometeram apoiar as independências da África e Ásia
Países que participaram da Conferência de Bandung

Líderes dos países participantes da Conferência de Bandung: Jawararlal  Nehru (índia/Ásia), Gamal Abdel Nasser (Egito/África) e Josip Broz Tito (Iugoslávia/Europa)


INDEPENDÊNCIA DA ÁSIA

ÍNDIA

SAIBA MAIS SOBRE GANDHI AQUI

  • Século XIX a Índia era a joia mais preciosa da Coroa Britânica, por conta dos lucros que dava ao país.
  • Início do século XX, Mohandas Gandhi, conhecido como Mahatma, liderou a resistência indiana contra a opressão britânica.
  • Gandhi utilizou a RESISTÊNCIA PACÍFICA como tática de luta, baseada na desobediência civil.
  • Os indianos foram incentivados a não consumir produtos ingleses e a não obedecer as leis inglesas que os discriminavam dentro da Índia
  • Passaram a não pagar impostos , entre eles , o imposto sobre o SAL.
  • Os indianos faziam suas roupas de algodão
  • Nos anos de 1930 o movimento de Resistência Pacífica ganhou repercussão internacional
  • Gandhi fazia greve de fome para unis hindus e muçulmanos na luta pela independência
  • 24% da população da Índia era muçulmana na época
  • O governo inglês aceitou negociar a independência dos indianos
  • 1947 - agosto - surgiram dois países independentes: a Índia (maioria hindu) e o Paquistão (maioria muçulmana)
  • 1971 - Paquistão Oriental se separa e adota o nome de Bangladesh
  • Gandhi foi assassinado em 1948. O assassino o acusava de ser tolerante com os muçulmanos. 

Independência e partilha da Índia - 1947 


ÁFRICA: ESTUDOS DE CASO

A COSTA DO OURO (GANA)

Kwame Nkrumah : líder da independência da Costa do Ouro

  • A Costa do Ouro era rica em ouro, diamante, bauxita e cacau
  • Na Costa do Ouro habitavam diversas etnias diferentes, com culturas diferentes
  • Os britânicos dominava a região e procuravam manter essas etnias desunidas
  • Kwame Nkrumah, doutor em Filosofia, organizou um movimento contra a opressão britânica, incentivando as etnias a se unirem
  • Inspirado em Gandhi, Nkhumah propunha o boicote aos produtos ingleses e a desobediência civil
  • 1949- Nkhumah fundou o Partido da Convenção do Povo (CPP), lema, "autonomia já"
  • A Grã-Bretanha negociou com os africanos 
  • 1957- Costa do Ouro tornava-se independente e Kwame Nkrumah assumiu a chefia do governo
  • Costa do Ouro passou a se chamar GANA (em homenagem à antiga civilização que floresceu no local)
O CONGO


  • Situado no coração da África
  • 80 vezes maior que a Bélgica
  • foi propriedade particular do rei belga Leopoldo II
  • passou à administração da Bélgica
  • Rico em cobre, zinco, manganês, urânio e diamantes
  • atraiu multinacionais que exploravam o território em troca de baixíssimos salários
  • os belgas eram autoritários e racistas e os congoleses não tinham liberdade de expressão
  • os congoleses só podiam frequentar a escola por 4 anos
  • 1956.- os congoleses criaram o ABAKO, Associação do Baixo Congo
  • o líder da ABAKU era J. Kasavubu
  • 1957- surge o Movimento Nacional Congolês - MNC
  • o líder do MNC era Patrice Lumumba
  • os congoleses liderados por Lumumba fizeram greve e manifestações pela independência
  • os belgas pressionados , se retiraram
  • 30/06/1960- o Congo torna-se independente
  • Lumumba foi o primeiro chefe de governo do Congo livre
  • o projeto de Lumumba de unia os congoleses não prosperou
  • os EUA apoiou a rica província de Katanga que promoveu uma guerra separatista contra Lumumba que era ajudado pela URSS
  • a guerra civil terminou com a vitória do coronel Mobuto Desiré, aliado dos EUA
  • Desiré assume o poder em 1961
  • Lumumba foi preso e assassinado em circunstâncias misteriosas
  • a ONU interveio no país para assegurar a independência

Em 1960, muitos países africanos de libertaram: Congo, Camarões, Congo-Brazzaville, Gabão, República Centro-africana, Togo, Costa do Marfim, Daomé (atual Benim), Alto Volta (atual Burkina Faso), Níger, Senegal, Mali, Madagascar, Somália e Mauritânia.
1960 ficou conhecido como O ANO AFRICANO


ANGOLA , MOÇAMBIQUE E GUINÉ-BISSAU

  • angolanos trabalhavam para os portugueses nas plantações, minas e cidades em troca de roupa e comida
  • 1930- surge o SISTEMA DE CONTRATO - portugueses prometem salários e respeito aos costumes dos angolanos (isso pouco adiantou) 
  • Surge a PIDE - POLÍCIA POLÍTICA DO GOVERNO DITATORIAL PORTUGUÊS
  • António de Oliveira Salazar - líder da PIDE
  • a PIDE provocou um aumento da resistência africana dentro e fora da África
  • 1951 - em Lisboa, um grupo de universitários fundam o CENTRO DE ESTUDOS AFRICANOS
  • participantes do grupo de estudos: Amilcar Cabral, Agostinho Neto, Mário Pinto de Andrade, Francisco Tenreiro e Noémia de Sousa
  • Essa geração ficou conhecida como GERAÇÃO 50
  • foram perseguidos pela PIDE de Salazar e o Centro foi fechado
  • Muitos continuaram a luta
  • MPLA - Movimento Popular para a Libertação de Angola - líder: Agostinho Neto
  • FRELIMO - Frente para a Libertação de Moçambique , líder: Samora Machel
  • PAIGC - Partido Africano para a Independência das Guiné e de Cabo Verde, líder: Amilcar Cabral
  • Salazar usou diplomacia e violência para defender seus interesses
  • Salazar atuou junto a ONU em defesa da ocupação da África
  • Salazar enviou milhares d soldados armados com metralhadoras, aviões e equipamentos modernos para reprimir os movimentos africanos de independência
  • Portugal gasta 40% de seu orçamento com a guerra na África
  • 25/04/1974 - REVOLUÇÃO DOS CRAVOS - liderado por jovens oficiais das forças armadas de Portugal, com apoio popular, derrubou a ditadura de Salazar que já durava 42 anos.
Revolução dos Cravos

Por que  a Revolução dos Cravos recebeu esse nome?

O cravo vermelho tornou-se o símbolo da Revolução de Abril de 1974. Segundo se conta, foi uma florista que iniciou a distribuição dos cravos vermelhos pelos populares, chegando por meio destes aos soldados, que os colocaram nos canos das espingardas. Devido a esse acontecimento esta revolução também é conhecida como "A Revolução dos Cravos"




  • o novo governo português adotou o lema: DEMOCRACIA EM NOSSO PAIS, DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA
  • 25/06/1974- Moçambique se torna independente - presidente: Samora Machel (governou até 1986 e morreu em misterioso desastre aéreo sobrevoando a África do Sul)
  • 11/11/1975- Angola independente. presidente: Agostinho Neto

A LUTA CONTRA O APARTHEID NA ÁFRICA DO SUL


Na placa é avisado que as instalações e equipamentos 
públicos são reservados para uso exclusivo de pessoas 
brancas, por lei.

Os ônibus tinham assentos reservados para brancos e negros. 
Os indivíduos de etnia negra eram obrigados a sentar 
no fundo do veículo.


Ponto de ônibus com separação de negros e brancos



Eventos públicos e ambientes com estádios, cinema e teatro possuíam divisões nas
poltronas e arquibancadas para brancos e negros. Eles não poderiam se misturar. 


Na placa, o seguinte dizeres: “Perigo! Nativos, índios e pessoas de cor.
Se você entrar nestas instalações à noite você será dado como desaparecido. Guardas armados vão atirar e cães selvagens vão devorar o cadáver. Você foi avisado!”.

Até os bebedouros públicos eram segregados. Na foto, nota-se que os bebedouros para brancos eram melhores e mais bem instalados do que os bebedouros para negros.





Nelson Mandela
Banco com divisão para brancos e negros

Soldado agredindo criança negra na África do Sul
Placa em praia na cidade de Durban, África do Sul,
proíbe a entrada de não brancos.






Nenhum comentário:

Postar um comentário