segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

INDUSTRIALIZAÇÃO E IMPERIALISMO

SEGUNDA FASE DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Cena do Filme Tempos Modernos

  • Europa , séc. XIX
  • Capitalismo + Aceleração Industrial
  • Europa, EUA e Japão (acúmulo de capitais)
CARACTERÍSTICAS DA SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
  • Novas tecnologias na indústria, transporte e comunicações
DESCOBERTAS DECISIVAS
  • 1856- Aço
  • 1870- Dínamo
  • 1870- Motor de combustão interna
TRANSPORTES


  • Ferrovias progridem
  • Uso de locomotivas

  • Barco a vapor para transportar pessoas e mercadorias

  • Aproveitamento do petróleo e derivados como fonte de energia

  • 1890-  O primeiro automóvel (Henry Ford e Karl Benz)


COMUNICAÇÕES

  • 1836- Telégrafo (Samuel Morse)

  • 1876- Telefone (Giuseppe Meucci)

  • Alexander Graham Bell comprou a patente do telefone 
Alexander Graham Bell

CONCENTRAÇÃO DE CAPITAL

  • Truste - várias empresas em uma, controlam todo processo de produção
O truste é a fusão de empresas de modo a formar um monopólio com o intuito de dominar determinada oferta de produtos e/ou serviços.Ou seja, uma empresa grande (ex:Coca Cola) se unem com outras empresas que trabalham na mesma área de venda (ex:Del Valle).

  • Cartel - Várias empresas atuando em conjunto e em áreas diferentes
O cartel é um acordo entre concorrentes para, principalmente, fixar os preços, dividir os clientes, eliminar a concorrência e aumentar o preço dos produtos obtendo maiores lucros e prejudicando o bem-estar do consumidor. Nesse caso, as empresas não se juntam e nem são pertencentes uma a outra elas apenas se unem para combinar preços, todavia isto é ilegal.

  • Holding - surge da associação de várias empresas e possui a maior parte das ações das empresas associadas.
Um exemplo de Holding é a Unilever que comprou as empresas LUX, KNORR, KIBON, HELLMANN'S, SKIPPY e etc.

CURIOSIDADE!

VOCÊ SABIA QUE MAIS DA METADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA ATUAL ESTÁ ATRASADA NA CORRIDA TECNOLÓGICA?SAIBA MAIS AQUI

O IMPERIALISMO

Na gravura acima, de Henri Meyer, vemos a divisão territorial da China. Em que se partem os pedaços da "torta chinesa". Da esquerda para a direita, estão retratados a Rainha Britânica Vitória, o Kaiser Alemão Guilherme II, o czar russo Nicolau II, a burguesia francesa (representada pela mulher bem vestida) e o imperador japonês, Mutsuhito, e, ao fundo, o imperador da China, (que na época era Guangxu), desesperado com a perda de seus territórios. 
  • Grandes potências (EUA , Grã-Bretanha, França e Japão)
  • Disputas por áreas de influência na Ásia, África e América Latina
  • Expansão do capitalismo
  • Neocolonialismo = Imperialismo
O QUE BUSCAVAM NA ÁSIA, ÁFRICA, AMÉRICA E OCEANIA?
  • Investir capitais
  • Matéria-prima
  • Consumidores de seus produtos
  • Ouro e Diamante - África
  • Terras e mão-de-obra para mineração e plantação
  • Buscavam gastar pouco e lucrar muito
TEORIAS RACISTAS DO SÉCULO XIX
Cartão Postal "Blackbirds", 1890
"[...] o negro estaria para o homem como o asno para o cavalo, ou antes, se o branco fosse homem, o negro não seria mais homem, seria um animal à parte como o macaco."
POLIAKOV, Léon.. O Mito Ariano: Ensaio sobre as fontes do racismo e dos nacionalismos. São Paulo: Perspectiva, Ed. da Universidade de São Paulo, 1974.
  • "A raça branca seria superior à raça negra e amarela"
  • Somente as raças "superiores" sobreviveriam.
  • Diziam ter uma "missão civilizadora" com os povos de cor
  • As teorias racistas eram consideradas científicas
  • Os europeus se achavam no direito de "civilizar" outros povos
  • Obs.: Hoje: não se usa o termo raças
  • Obs.: Só existe uma raça : HUMANA
  • Obs.: Hoje: nenhum povo é superior a outro
IMPERIALISMO NA ÁFRICA


  • 1880 - corrida imperialista na África
  • As potências buscava: ferro, cobre e carvão para a indústria
  • Construíam ferrovias
  • Ofereciam empréstimos com altos juros
  • Usavam de ataques e pressões diplomáticas
  • Transformavam as terras conquistadas em colônias, protetorados, domínios ou áreas de influência
  • 1880- 1/10 da África estava ocupado pelos europeus
  • 1900 - 9/10 da África estavam ocupados pelos europeus

FRANCESES ONDE HOJE É A ARGÉLIA

Soldados franceses exibem cabeças decepadas de guerrilheiros argelinos
Soldados franceses junto a argelinos abatidos

  • 1830 - franceses conquistam a Argélia
  • Obrigam a população da Argélia a trabalhar para eles
  • Os produtos cultivados eram: oliveiras, vinhas , frutas e legumes para exportação
  • Missionários e educadores vão a África para transmitir a cultura ocidental
  • Os franceses obrigavam o congresso argelino a aprovar leis francesas.
  • 1908 é a proibida a instrução primária dos indígenas na Argélia.
BELGAS NA BACIA DO RIO CONGO
  • 1884- Leopoldo II (Bélgica) transforma o Congo em sua propriedade
  • Leopoldo II explorava a mão- de-obra africana para extrair marfim e borracha
  • Leopoldo II fez uma fortuna incalculável na época
  • Mais de 10 milhões de africanos morreram a época por conta da exploração de seu trabalho
  • Mulheres, crianças e idosos eram acorrentados  e mantidos como reféns
  • Os homens iam à floresta coletar marfim e borracha
Exploradores com presas de elefantes — abatidos para a extração do marfim

  • Se não trouxessem a quantidade desejada de marfim e borracha, eram mortos a facadas ou tiros
Os açoites eram frequentes

  • 1903 - o missionário A.E.Scrivener divulgou os horrores que presenciou no Cong
    • Leonardo II perdeu o direito ao Congo
    Leopoldo II e Maria Henriqueta

    • O congo passou a ser administrado pelo governo belga
    BRITÂNICOS NA ÁFRICA



    • A Grã-Bretanha liderou a ocupação da África
    • Os britânicos estabeleceram protetorados no Egito
    • O Egito tinha dívidas com os britânicos por conta da construção do Canal de Suez
    • Houve a Guerra Santa entre britânicos X sudaneses (muçulmanos)  - os britânicos venceram
    • A Inglaterra se apoderou de Uganda (África Oriental)  e Rodésia (atual Zimbábue)
    A RESISTÊNCIA AFRICANA (CAUSAS)
    • A perda da soberania africana
    • A exploração econômica
    • A imposição de hábitos e da administração europeia
    • Rebelião Ashanti contra a Grã-Bretanha

    CURIOSIDADE:
    VEJAM AQUI OS GRANDES REIS E RAINHAS DA ÁFRICA


    PORTUGUESES, ALEMÃES E ESPANHÓIS

    Presença portuguesa na África
    • Portugal manteve os territórios : Guiné, Angola e Moçambique, São Tomé e Príncipe e Ilhas de Cabo  Verde.
    • Alemanha conquistou duas colônias : África do Sudeste Alemão e África Oriental Alemã
    Assim os senhores coloniais alemães viajavam na África Oriental, no início do século XX
    CURIOSIDADE: CRÂNIOS AFRICANOS: HERANÇA DA COLONIZAÇÃO ALEMÃ - VEJA AQUI
    • Espanha: parte do Marrocos (Marrocos espanhol)



    A CONFERÊNCIA DE BERLIM



    •  Para evitar a guerra entre as grandes potências
    • Ocorreu na Alemanha em 28/02/1885
    • Objetivo: combinar regras para livre navegação e comércio nas bacias dos rios Congo e Níger
    • A ocupação de território africano só seria possível com um comunicado às demais nações e mantivesse a ordem e os direitos de comércio e trânsito
    • Proteger os missionários e exploradores europeus
    • Reconhecer o Estado Livre do Congo como propriedade do rei Leopoldo II da Bélgica
    • A partilha da África não se deu na Conferência de Berlim, e sim anos depois através de acordos bilaterais entre as potências .
    •  Entre 1885 e 1907 foram feitos 249 acordos entre Grã-Bretanha e França sobre a África Ocidental e Central.
    • 1910 - foram concluídos os tratados bilaterais que se seguiram à Conferência de Berlim.
    PARTILHA DA ÁSIA

    • Os britânicos chegaram aos litoral da Índia no século XVII e desalojaram comerciantes de outros países europeus. 
    • Os britânicos compravam dos indianos tecidos finos, a mostarda e o cânhamo (fibra têxtil para fabricar cabos e velas de embarcações) e os revendiam na Europa com grande lucro.
    • 1750- ingleses se apossam da Índia e aumentam impostos sobre tecidos indianos
    • Ingleses passam a vender tecidos ingleses para os indianos. 
    • As tecelagens indianas faliram
    • A Índia passou a produzir algodão para fábricas inglesas deixando de produzir alimentos
    • 1857- Revolta dos Sipaios. Causas: a pobreza e as crises de fome na Índia
    • Os ingleses venceram a Revolta dos Cipaios com metralhadoras  e canhões. 
    • A Inglaterra assume o governo da Índia através de vice-rei
    • A Rainha Vitória da Inglaterra foi proclamada imperatriz da Índia
    • Com os lucros na Índia, a Inglaterra construiu ferrovias, ampliou as comunicações.
    • A Inglaterra usou parte dos lucros para conquistar: Birmânia, Nova Zelândia, Austrália e parte da China.
    BRITÂNICOS NA CHINA

    Britânico obriga chinês a comprar o ópio.

    • Até o século XIII a China era autossuficiente
    • Os comerciantes europeus tinham interesse na porcelana e na seda chinesa
    • Entre os séculos XIII e XVIII o comércio entre europeus e chineses favorecia aos chineses
    • 1820- a situação se inverte e o comércio torna-se favorável aos europeus
    • Os britânicos tinham lucros com a venda do ópio (droga que causa forte dependência) para a China
    • Os chineses perdiam tudo para comprar a droga
    • O imperador chinês Lin Zexu (Dinastia Manchu) escreveu uma carta à Rainha Vitória implorando para não vender mais ópio ao povo chinês.  A rainha não respondeu.
    • A Guerra do Ópio (1839-1842) - chineses lançaram ao mar 1400 toneladas de ópio bruto dos navios ingleses. A Rainha Vitória ordena o bombardeio de várias cidades chinesas. Os ingleses venceram.
    • 1842- Tratado de Nanquim - entre Grã-Bretanha e China - estabelecia:
    • abertura de cinco portos na China para o comércio livre dos ingleses
    • indenização de 21 milhões de dólares aos ingleses pela perda do ópio
    • o controle de Hong Kong pelos ingleses
    • o direitos dos britânicos serem julgados por suas próprias leis
    JAPÃO, UMA NOVA POTÊNCIA CAPITALISTA

    O Imperador Meiji em trajes ocidentais
    • Desde início do século XIX, as nações ocidentais tentavam, sem sucesso, abrir os portos do Japão ao comércio internacional.
    • Em 1853 o oficial dos EUA (Matthew Perry) apontou os canhões para a baía de Tóquio e conseguiu a abertura dos portos japoneses aos navios mercantes norte americanos.
    • Grã-Bretanha, Rússia e Holanda, também conseguiram abertura comercial com o Japão.
    • Em contato com o Ocidente, parte dos japoneses passaram a simpatizar com a incorporação de avanços tecnológicos da Europa no Japão. 
    • Parte dos japoneses viam essa modernização como submissão aos europeus.
    • Surge uma guerra civil no Japão
    • Vencem os que queriam a modernidade
    • Os setores rurais enfraqueceram e o imperador se fortaleceu.
    • 1868 - inicia-se a Era Meiji no Japão (imperador Mutsuhito)
    • Modernização no Japão seria usar a tecnologia ocidental sem abrir mão de sua cultura tradicional.
    Imperador japonês recebendo as homenagens do
    representante  inglês  por  ocasião  da  assinatura  de 
    um tratado de comércio, em 1906.

    • Houve a concentração de capital em pequenos grupos econômicos (ex.:Mitsubishi, Yasuda Mitsui...)
    • Japoneses passaram a usar uma política imperialista
    • 1894 - Japão X China - ( Japão venceu)
    • Chineses foram obrigados a pagar indenização e entregar a ilha de Formosa (Taiwan) aos japoneses. 
    TAIWAN ATUALMENTE


    Um comentário: